terça-feira, 27 de agosto de 2019

GENTE É GENTE, BICHO É BICHO, MAS GATO É GENTE



Encontrei essa matéria na revista "Como pensam os animais" que está à venda nas bancas de revistas. A FOTO, convenhamos, SENSACIONAL!



Inclusive, estou vendendo um fotolivro capa dura de luxo, de minha autoria, chamado "Gente é Gente, Bicho é Bicho, mas Gato é Gente" reunindo um pouco da filosofia e modo de viver dos gatos... ricamente ilustrado. Interessados devem solicitar pelo facebook https://www.facebook.com/aghataborralheirabook/


                                                      Texto e fotos: Fátima ChuEcco


domingo, 25 de agosto de 2019

Cães do CCZ de SP estão sem passear e receber afeto aos domingos


A Cãominhada não pode acabar... é a única alegria desses cães.... única chance de afeto... e de também serem adotados já que várias pessoas que passeiam com os cães acabam criando laços e levando-os para casa. Entenda porque isso aconteceu no texto abaixo, assine e compartilhe a petição

https://www.change.org/p/prefeitura-da-cidade-de-são-paulo-retorno-da-cãominhada-e-voluntariado-de-final-de-semana-na-dvz?recruiter=58269171&utm_source=share_petition&utm_campaign=psf_combo_share_message&utm_medium=whatsapp&utm_content=washarecopy_17498842_pt-BR%3Av4&recruited_by_id=623146b0-dc35-0130-0cdb-002219670981

A tradicional CÃOMINHADA aos domingos, no antigo CCZ de SP (hoje DVZ - Divisão de Vigilância de Zoonoses), não acontece há semanas, ou seja, TERMINOU A ÚNICA ALEGRIA dos quase CEM CÃES lá confinados. Até mesmo os assassinos mais cruéis, uma vez presos, têm direito à caminhadas, banho de sol e visitas aos domingos.

MAS POR QUE TERMINARAM com uma atividade tão fundamental à qualidade de vida desses pobres coitados que, às vezes, passam a vida toda confinados?

Segundo a DVZ, um acidente envolvendo um funcionário e um dos cães, motivou a suspensão da atividade. Pensar na segurança de todos é importante, mas é também preciso criar logo uma solução porque os animais precisam muito da Cãominhada aos domingos.


Em nota pública a DVZ informa:

Informamos que a Cãominhada está temporariamente suspensa, para revisão do projeto pela área técnica, saúde do trabalhador e comissão interna de prevenção de acidentes (CIPA) e voluntariado. Até que nova proposta de percurso e manejo seja elaborada, avaliada e aprovada serão intensificados os passeios dos cães durante os dias da semana, guiados pelos agentes de combate às endemias”.

Diz a DVZ, portanto, que os funcionários estarão passeando com os cães durante a semana MAS......

NÃO É A MESMA COISA...

A CÃOMINHADA NÃO É UM MERO EXERCÍCIO, É TAMBÉM TROCA DE AFETO E UMA CHANCE DOS ANIMAIS SEREM ADOTADOS, pois, às vezes as pessoas que passeiam com eles acabam criando um laço mais forte e os adotam.

Foi o que aconteceu recentemente com o BUCK... ADOTADO pela pessoa que o levava para passear AOS DOMINGOS NO CCZ.



Agora IMAGINEM A TRISTEZA DESSES CÃES que todos os domingos esperavam ansiosamente pelos voluntários. É o DIA do CAFUNÉ... o Dia do "Você existe e enxergo você".




E por que é IMPORTANTE ser aos DOMINGOS? Porque durante a semana a maioria das pessoas trabalha ou procura emprego.

Será realmente muito triste se esses animais perderem o ÚNICO DIA em que recebem um pouco de CARINHO.  

BASTA VER A CARINHA DELES QUANDO PASSEIAM AOS DOMINGOS




Não é difícil saber qual o resultado dessa medida:
Os cães mais dóceis podem entrar em depressão. E o que será dos cães mais bravos que só saíam com voluntários que ganharam a confiança deles?

Os cães podem ficar ainda mais estressados, agressivos e desacreditados das pessoas... e com razão!


A importância da Cãominhada criada há DEZ ANOS pode ser entendida no site https://caominhadaccz.wordpress.com/ :
“Iniciada em 17/05/09 tem a participação de cidadãos voluntários que se interessam em melhorar a qualidade de vida e contribuir com a sociabilização dos cães até serem adotados. Reúne voluntários monitores e passeadores todos os domingos, para levar os animais para caminhar e se exercitar na guia, num dia de passeio e diversão”
“É ir e ficar cativado! Nem dá para sentir o tempo passar, a alegria deles contagia. E você ainda faz uma atividade física!





Nesse link estão as fotos de 96 cães do CCZ  (de cortar o coração)

Como funciona o CCZ, hoje DVZ:

A Lei 12.916 do então deputado Feliciano Filho, conhecida como Lei Feliciano, acabou com as temidas “carrocinhas” em 2008. São Paulo serviu de referência para o resto do país onde leis semelhantes foram criadas. A Cãominhada surgiu um ano depois. Vários cães saudáveis que seriam mortos permaneceram no CCZ desde então... alguns estão lá há oito, nove anos porque ninguém quis adotar.

No início de 2016 foi inaugurado o Núcleo de Adoção de Cães e Gatos com uma estrutura moderna e bem confortável, quase um hotel três estrelas, onde os animais ficam em pequenos quartinhos com cama, porta de vidro e “varanda” para tomar sol e brincar ao ar livre. A estrutura nova permite que interajam com os visitantes, mas como NÃO há vagas suficientes para todos os cães e gatos, implantou-se um rodízio para que, em algum momento, alguns dos animais instalados na parte antiga ocupem o “hotelzinho”.


A VELHA ESTRUTURA, no entanto, ainda ESTÁ EM FUNCIONAMENTO E ASSUSTA.  Foi criada em 1973 para manter cães e gatos por apenas uma semana antes de irem para a câmara de gás. A vida nessa parte do canil só é mais suportável por conta do carinho e contato vivenciado durante as Cãominhadas feitas com pessoas da comunidade e/ou voluntários mais assíduos.



A “Cãominhada” realizada aos domingos, como dito acima, é o ÚNICO MOMENTO EM QUE ELES SE SENTEM VIVOS.

COMO PEDIR QUE A CÃOMINHADA VOLTE:

Se você quer ajudar a mudar esse triste cenário publique fotos no seu FACEBOOK com a HASHTAG #QueremosCaominhada e peça que essa atividade retorne escrevendo comentários no facebook e instagram do prefeito e governador de SP com a mesma hashtag. Sem apoio popular esses animais permanecerão na mesma profunda tristeza. Os cães não podem ser punidos por um lastimável, mas raro incidente. Secretário Municipal da Saúde, Prefeito e Governador precisam achar uma solução urgente.

ANOTE e PARTICIPE:
MÍDIA:

quarta-feira, 21 de agosto de 2019

O COMEÇO DO FIM



Ontem me chamou a atenção uma abelha andando sozinha numa calçada. Ela mancava. Isolada, ferida... uma cena que poderíamos chamar de apocalipse no reino das abelhas... um caos que reflete na nossa vida porque as abelhas, muitas delas, são polinizadoras, ou seja, várias árvores dependem delas para darem frutos. As abelhas estão diretamente conectadas com nossa sobrevivência.

Não é de hoje que cientistas avisam: quando as abelhas começarem a sumir esperem pelo pior. É um grande sinal da destruição da vida no planeta. O começo do fim.

Vendo aquela solitária abelha caminhando aos trancos e barrancos pelo cimento me lembrei que alguns anos atrás eu me sentava num bar ao ar livre e meu copo de coca-cola se enchia de abelhas... elas estavam por toda parte. Era possível vê-las em lixeiras, nas mesas, nas árvores... minha gata Dianna até foi picada por uma abelhinha daquelas pequenas e amarelas... dessas também não vi mais.

Vi outro dia um video em que um agricultor mostrava milhões de abelhas mortas ao redor das colmeias. Voltaram pra casa só pra morrer. Elas foram envenenadas com o agrotóxico colocado nas plantações.O veneno mata o que chamam de "pragas", mas também mata as abelhas, os pássaros, os animais e as pessoas... ainda que mais lentamente as pessoas.

O sumiço das abelhas é um alerta, mas poucas pessoas enxergam essa conexão entre abelhas e vida na Terra... infelizmente.

Fátima ChuEcco... foto gratuita da Pixabay

SUMIRAM TAMBÉM OS PARDAIS



Além das abelhas, sumiram também os pardais. Poucos anos atrás meu quintal se enchia de pequeninos pardais. Frágeis, mas também ligeiros, eles vinham todas as manhãs colher alimentos como casquinhas de pão e frutas. Vários filhotes de pardais foram criados em meu quintal. Assim que começavam a bater as asinhas caíam do ninho e seus pais terminavam de criá-los no chão. A família era numerosa. Cada filhotinho recebia atenção de 6 a 8 pardais. Mas tinha outras famílias que apareciam atraídas pela comida. Hoje em dia só vejo um casal, bem assustado e há pelo menos 2 anos não criam nenhum filhote no quintal. Nas grandes cidades os pardais estão sumindo.

Não... não é ação dos gatos. Pegar um pardal é quase impossível.  O sumiço se deve à falta de alimento, de abrigo e competição com pássaros maiores que estão se refugiando nas cidades devido ao desmatamento. Hoje a minha árvore é frequentada por sabiás, bem-te-vis e até papagaios... os pardais não têm chance de competir com eles. Além disso, foram retiradas muitas árvores do bairro, algumas centenárias e que forneciam alimento. Casa com telhados que forneciam condições para formação de ninho foram substituídas por enormes prédios sem qualquer chance de servir de abrigo. Por isso os pardais estão sumindo.

Fátima ChuEcco... Foto gratuita Pixabay

sexta-feira, 9 de agosto de 2019

BURRICO, EXEMPLO DE SUPERAÇÃO, SE FOI...



BURRICO, personagem do livro “Ághata Borralheira & Amigos tocando corações”, se foi.  BURRICO participou da história “Ághata Borralheira no País das Maravilhas” junto com outros animais que são exemplo de SUPERAÇÃO. E a história dele é um verdadeiro MILAGRE. Em 2016, tinha perto de 30 anos de idade quando foi resgatado, quase morto, pelo então deputado estadual Feliciano Filho (o mesmo que criou a lei que acabou com a Carrocinha) e sua esposa Raquel. Estava PELE E OSSO e com um grave problema numa das patas por transportar, durante a vida toda, lenha em terreno acidentado e com peso além de suas forças. Incapaz de continuar trabalhando foi ABANDONADO numa estrada. Bem alimentado e recebendo muito carinho, BURRICO só resistiu mais dois anos por conta do AMOR. Foram incessantes buscas por próteses para sua patinha, curativos diários e inúmeros exames. BURRICO teve várias recaídas, mas logo se reerguia e seguia Raquel por toda parte...entrava até na cozinha. A relação dos dois tornou-se muito especial, uma forte conexão regada pela gratidão do burrinho e pela dedicação de sua incansável protetora. Agora Burrico ganhou duas asinhas e, depois de iluminar a Terra com seu inspirador exemplo de superação, segue seu novo caminho de LUZ!

Fátima ChuEcco

segunda-feira, 5 de agosto de 2019

GATINHO é estrela do filme Capitã Marvel



Chegou no Now da Net e eu recomendo porque já assisti no cinema e gostei muito. O gatinho do filme fez o maior sucesso e juro pra vocês que tinha no cinema gente que foi só pra ver as cenas com ele. Veja o video em que a atriz principal e Samuel Jackson falam do gatinho Goose:


Leia minha matéria completa em

https://miaumagazine.pt/gatinho-goose-vira-grande-atracao-do-filme-capita-marvel/





domingo, 4 de agosto de 2019

CAT FASHION SHOW EM NY



O Cat Fashion Show do Hotel Algonquin de NY (EUA) aconteceu no último dia 1 de agosto com a presença de gatos  e amantes de gatos numa festa regada a coquetel e centenas de selfies. O evento que acontece anualmente já é uma marca registrada desse luxuoso hotel que mantém uma tradição de adotar gatos de rua.  A atual estrela é o gatinho Hamlet VIII que saiu de uma colônia de gatos selvagens de Long Island para ir para um abrigo e depois para viver como rei nesse hotel.





Veja a minha matéria na íntegra cheia de lindas fotos do facebook do Hamlet VIII em

https://miaumagazine.pt/hamlet-viii-e-a-cara-da-riqueza/

Veja fotos do Cat Fashion Show em

https://www.telegraph.co.uk/news/2019/08/02/new-york-cat-fashion-show-pictures/



sábado, 3 de agosto de 2019

Cãozinho símbolo antivivissecção continua sem um lar. Ajudem!!!



Esse é o Perninha (foto atual) – ex-cobaia da Universidade Federal de Viçosa em Minas Gerais (Brasil). Em 2015, com apenas um ano de idade, ele passou dois meses em dolorosos experimentos que incluíam o rompimento dos ligamentos do joelho para provocar nele uma doença chamada orteoartrite, que é crônica e incurável. Perninha era um cão sem teto, jovem e saudável.
Após a tortura a que foi submetido junto com outros 13 cães, teve a liberdade decretada por ação judicial – um fato inédito no Brasil.Nunca antes um juiz havia decretado a soltura de cobaias em pleno processo de experimentação – resultado da pressão popular e da mídia.
Eu mesma participei ativamente escrevendo matérias denunciando o experimento e conheci Perninha pessoalmente… uma graça!
Inclusive, Perninha participou do meu livro “Ághata Borralheira & Amigos tocando corações”, de 2017. Ághata Borralheira era minha gatinha protagonista e Perninha foi personagem da história “Ághata Borralheira no País das Maravilhas”, uma alusão ao clássico infantil e onde esse cãozinho e outros animais, exemplos de superação, viviam felizes.
A foto abaixo é a que faz parte do livro e que mostra Perninha pouco tempo depois de ser libertado da vivissecção.

O tratamento para o problema ao qual Perninha foi cruelmente induzido poderia muito bem ser testado em animais que realmente tivessem a doença.
Muitos cães morrem porque seus tutores não podem pagar tratamentos, no entanto, volumosas verbas ainda são destinadas para experimentos como esses que adoecem animais saudáveis para curar os doentes – brutal e contraditório.
Todos os companheiros de “cela” de Perninha e ele próprio tiveram sequelas. Perninha, aliás, recebeu esse nome porque passou a mancar. Ele foi levado para o abrigo da ONG Cão Sem Dono, em SP, junto com outros 6 cães do experimento, mas apesar de muito bonzinho, só ele não foi adotado.
Em 2017 Perninha finalmente ganhou um lar, mas recentemente o devolveram para a ONG alegando problemas financeiros e de saúde.
Agora Perninha está de novo no abrigo com um olhar mais triste e bem mais abatido. Ele, que é um símbolo da luta contra a vivissecção – uma das piores formas de escravidão, com sofrimento físico e emocional – continua à deriva, sem lar.

Manca, mas é independente e aceita a medicação que precisa tomar pelo resto da vida como os demais cães que passaram por esse experimento.
Assista o recente video do PERNINHA de volta ao abrigo da ONG Cão Sem Dono  acessando https://www.facebook.com/aghataborralheirabook/videos/483801779083793/?
Para adotá-lo entre em contato pelo facebook da ONG
ou escreva para faleconosco@caosemdono.com.br 
E MAIS:
Conheça GATINHOS que foram salvos por um triz de virarem COBAIAS na minha matéria na MIAU MAGAZINE acessando o link

https://miaumagazine.pt/salvo-por-um-triz-de-pesquisas-cientificas/

TEXTO: Fátima ChEcco, jornalista profissional MTB 21.012 - texto protegido por direitos autorais pode ser compartilhado/divulgado à vontade porque isso é LEGAL. Mas não pode ser comercializado/patrocinado em portais na íntegra ou em partes por ser ILEGAL.

ESTRANHAS MANIAS FELINAS

“Daqui não saio, daqui ninguém me tira”. A frase, que é muito popular no Brasil, se encaixa direitinho em algumas situações protago...