domingo, 9 de janeiro de 2022

Saiba por que gatinha com plaquinha de RGA (agora obrigatório) não teve tutora localizada


Agora todo cão e gato de SP precisa, por LEI, ter um RGA - Registro Geral Animal que é emitido gratuitamente pelas prefeituras do Estado. Em Barra Bonita, no Interior, a prefeitura inseriu também a microchipagem. As medidas são muito boas para, por exemplo, localizar o tutor de um animal perdido já que ele ganha um código que dá acesso aos seus dados. Mas... para funcionar é preciso algumas providências por parte dos tutores e tb da prefeitura.

Em primeiro lugar, no caso do RGA, o cão ou gato precisa carregar esse código numa plaquinha pendurada na coleira o tempo todo.

Em segundo lugar, os dados do registro, como fone e endereço, precisam estar sempre atualizados, caso contrário, o tutor não é localizado.

E em terceiro lugar, ainda que a Lei facilite a confecção de um RGA, inclusive pelo site da prefeitura, é necessário que seja fácil e rápido o acesso a um banco de dados por parte de quem encontra e resgata um animal perdido.


Cartazes salvaram gatinha com RGA desatualizado

A gatinha da foto, com RGA pendurado no pescoço, foi recentemente resgatada da rua quase sem vida. Giulia, a moça que se preocupou em salvá-la da morte, tentou várias vezes falar com o CCZ de SP (atual Cosap) pelo 156, mas não conseguiu ter informação da gatinha. Ela então conseguiu um número direto com o plantão do Orgão que lhe forneceu fones que não eram mais da tutora.

Como a prefeitura não fornece endereço do tutor, Giulia tentou por conta própria localizar a casa da gata procurando os antigos números de telefone no google. Achou a residência bem próxima de sua casa, mas também não era mais onde a gata morava.

Enquanto cuidava da gatinha extremamente debilitada, Giulia também começou a publicar posts na rede social e espalhar cartazes nas redondezas. Na outra ponta da história, as tutoras da gatinha também a procuravam e espalhavam cartazes. 

Ou seja, moravam super próximas mas não estavam se encontrando... e o tempo passando com a gatinha bem doentinha.

Isso teria sido evitado se os dados do registro tivessem sido atualizados, mas também ficou evidente que a prefeitura precisa facilitar o acesso aos dados do registro de um animal perdido porque, em muitos casos, cada segundo é importante para salvar a vida de um bichinho.

Finalmente, por meio dos cartazes (e não do RGA), a gatinha conseguiu voltar para casa. No entanto, já era tarde demais. Ficou muito debilitada passando dias na rua e na demora em encontrar as tutoras. Morreu uns dias depois de reencontrar a família.

Veja os emocionantes vídeos:


O REENCONTRO:



 Saiba como tirar o RGA nessa matéria  da Globo acessando AQUI

 Veja como Barra Bonita implantou RGA e chip acessando a matéria de TV AQUI


Fátima ChuEcco - Jornalista e Escritora 

Autora do clássico "Mi-Au Book - Um livro pet-solidário" que reuniu cães e gatos do Brasil e exterior e teve em sua segunda edição a participação de Brigite Bardot. Jornalista ambientalista, de cultura e turismo, especializada em animais de estimação. Presta consultoria sobre gatos perdidos e desenvolve fotolivros literários com crianças e animais, além de atuar com numerologia alinhada ao Tarô dos Gatos e dos Cachorros.  Saiba mais no site www.miaubookecia.com  

Conexão mental ajudou Mingau a voltar para casa


Foram 50 dias desaparecido, tempo suficiente para deixar Vanessa Santos, tutora do Mingau, em pleno desespero. O gatinho, que não tinha costume de sair pra rua, conseguiu voltar para casa, mas podem ter certeza que não realizou essa proeza sozinho.

Quando os gatos se perdem eles precisam da nossa ajuda. Podem ser atropelados, envenenados, maltratados, atacados por cães e podem ainda ficar acidentalmente presos em casas, galpões, telhados, chaminés de churrasqueiras, poços, paredes, bueiros e até dentro de tubos de PVC (veja matéria sobre isso AQUI).

Os que se mantém com muita sorte ilesos também precisam ser "guiados" de volta para casa e é com a conexão mental que os tutores podem fazer isso. E foi também como Vanessa fez.

"Pensava nele todos os dias e pedia pra ele voltar. Nunca acreditei que ele estivesse morto. Em todos os lugares que eu imaginava que ele poderia estar eu sempre ia e dava uma olhada", conta.

Mingau é o típico caso de gato que consegue voltar guiado ou estimulado pela conexão mental e fé de seu tutor. Indo com frequência aos lugares onde ele poderia, Vanessa tb reforçou a comunicação entre os dois.

Como consultora sobre gatos perdidos, sempre peço aos tutores que pensem profundamente no gato pedindo sinais da onde possam estar. Por vezes, eles sinais aparecem nos sonhos, mas também podem vir em forma de intuição. E em vários casos, o gatinho se sintoniza mentalmente com a tutora voltando sozinho para casa... mas não é exatamente "sozinho" e sim "guiado".



Fátima ChuEcco - Jornalista e Escritora 

Autora do clássico "Mi-Au Book - Um livro pet-solidário" que reuniu cães e gatos do Brasil e exterior e teve em sua segunda edição a participação de Brigite Bardot. Jornalista ambientalista, de cultura e turismo, especializada em animais de estimação. Presta consultoria sobre gatos perdidos e desenvolve fotolivros literários com crianças e animais, além de atuar com numerologia alinhada ao Tarô dos Gatos e dos Cachorros.  Saiba mais no site www.miaubookecia.com  



sábado, 8 de janeiro de 2022

Dia do Astronauta (9/Janeiro). Conheça os animais que foram os primeiros astronautas


Claro que o homem não se arriscaria no espaço sem antes testar bem foguetes e pequenas espaçonaves com tripulação animal. E claro que os primeiros cães, gatos e macacos astronautas não fizeram essas viagens por vontade própria sendo que muitos sequer voltaram. Ficavam imobilizados nas cabines e muitas vezes com eletrodos enfiados no cérebro. Alguns tiveram mais sorte que outros e retornaram com vida, mas a maioria não suportou o medo de estar imóvel e sozinho no meio do nada.

Veja nesse blog a história de Felicette, primeira gata a ir para o espaço (e que voltou viva!) clicando AQUI


E conheça os primeiros cães e macacos astronautas clicando AQUI


Fátima ChuEcco - Jornalista e Escritora 

Autora do clássico "Mi-Au Book - Um livro pet-solidário" que reuniu cães e gatos do Brasil e exterior e teve em sua segunda edição a participação de Brigite Bardot. Jornalista ambientalista, de cultura e turismo, especializada em animais de estimação. Presta consultoria sobre gatos perdidos e desenvolve fotolivros literários com crianças e animais, além de atuar com numerologia alinhada ao Tarô dos Gatos e dos Cachorros.  Saiba mais no site www.miaubookecia.com  


Dia do Astronauta (9 de Janeiro). Conheça os primeiros cães a irem para o espaço (à contragosto, claro)

 


Essas cadelinhas foram e voltaram de uma missão espacial vivas. Tiveram sorte porque a maioria dos animais usados nos primórdios da corrida espacial morriam. Saiba o que houve com elas e com alguns outros animais que também foram lançados para o espaço na minha matéria da Miaumagazine de Portugal.





Dia do Astronauta (9 de Janeiro). Conheça Felicette, a primeira gata a ir para o Espaço


Felicette foi a primeira gata a ser lançada para o espaço e, por conta disso, ganhou uma homenagem (com bastante atraso) em 2021: uma estátua na International Space University da França (seu país de origem). Infelizmente era comum no início da corrida espacial enviarem animais para o espaço e, na maioria das vezes, eram viagens sem volta. 

Mas Felicette voltou... inteira... pousou para fotos... ficou famosa. Leia mais sobre ela na minha matéria publicada um tempo atrás na Miaumagazine de Portugal (quando a homenagem à Felicette ainda estava sendo construída).












quinta-feira, 6 de janeiro de 2022

Fátima ChuEcco Comunicação e Eventos


 Serviços que presto:

Fotolivros literários: com histórias reais ou fantasia sobre crianças e animais

Organização e edição de coletâneas literárias

Campanhas de divulgação de eventos, produtos e feiras de negócios

Organização de Feiras e Eventos focados em Pets, Turismo e Educação

Tarô terapêutico e exclusivo dos Gatos e Cachorros

Conteúdo para redes sociais, sites e blogs

Consultoria sobre gatos perdidos

Zap 11 94682-6104

Seberg é um dos melhores lançamentos da Netflix!

Bom filme baseado em história real é  "Seberg"  sobre a vida e ativismo da atriz  Jean Seberg , interpretada maravilhosamente por ...