quarta-feira, 22 de julho de 2020

Por que a humanidade ainda não consegue criar vacinas sem torturar animais?



Todos querem a cura de doenças como a covid-19 - nossa grande inimiga do momento. Ninguém quer perder parentes, ninguém quer que as crianças fiquem doentes e ninguém quer morrer. Proteger nossa própria espécie é uma atitude natural e necessária.. mas será que também não poderia ser justa?

Hoje, por acaso, vi essa foto publicada na Folha de SP de 25 de maio. O título da foto era "Apenas uma picada".... e eu fiquei pensando: "Apenas uma picada para quem a aplicou, mas para esse filhote de macaco certamente foi muito mais que isso". 

Reparem no olhar completamente amedrontado e a mãozinha que se agarra no corpo da pesquisadora suplicando ajuda. Definitivamente não é apenas uma picada. 

As cobaias vivem sob extremo pavor, mergulhadas num misto de sensações desagradáveis que obviamente interferem no resultado dos testes. Tanto nossas emoções quanto as dos demais animais alteram o sistema nervoso, cardíaco, entre outros, desregulando todo o organismo... então o resultado de uma vacina ou de um remédio aplicado numa cobaia trata-se da resposta de um organismo vivo sob aquele estado emocional e não no seu estado "normal".

O que eu pretendo com esse texto é uma reflexão. Eu também me beneficio de tudo quanto é de remédio descoberto até hoje e obviamente testado em animais. Desde os primórdios da medicina os animais foram usados e abusados em milhões de pesquisas... e a gente se beneficia disso. Desde o simples analgésico para dor de cabeça até cirurgias complexas, tudo foi testado de forma absolutamente traumática e dolorosa em animais.

Mas a pergunta é: isso ainda é necessário? Estamos assim tão atrasados ou estagnados a ponto de não conseguir métodos seguros e sem causar o sofrimento alheio?

O protocolo mundial para desenvolvimento de vacinas obriga que sejam testadas primeiro em animais (geralmente ratos e macacos) e só depois em pessoas. Mesmo as descobertas in vitro só chegam às prateleiras depois de testadas em animais e, por último, em humanos.

Mas basta olhar para essa foto que aqui destaco (e que nem é das piores perto de outras de laboratórios com cobaias) para ter uma noção do sofrimento imenso e longo a que essas criaturas são submetidas, todos os dias, no mundo inteiro.

Embora o sofrimento animal (físico e emocional) esteja presente em matadouros, touradas, rinhas... e numa gama imensa de atrocidades, nada... nada consegue ser pior que o destino de um animal furado, rasgado, costurado, torturado dia após dia e durante semanas, meses e até anos. 

A vivissecção é a pior de todas as escravidões.

Sabem... se eu pudesse me comunicar com civilizações mais adiantadas ou espíritos mais evoluídos eu pediria, do fundo do meu coração, que doassem seu conhecimento para que os humanos deixassem de usar os animais como cobaias.

Tem que haver outro jeito... porque isso simplesmente não está certo.... pelo menos "não mais" nos dias de hoje. E daí me surge outra pergunta: Será mesmo só uma questão de "atraso" em nossa medicina ou "acomodação"?

Fátima ChuEcco
Jornalista/Escritora

2 comentários:

  1. Por favor, vocês são capazes.
    Nossos animaizinhos merece todo amor e carinho

    Obrigado.

    ResponderExcluir
  2. O ser humano transforma a vida dos animais em um inferno 🤷🏿‍♀️🤦🏿‍♀️👎🏿

    ResponderExcluir

DIA MUNDIAL DO GUARDA FLORESTAL. Vamos cumprimentar os heróis que protegem os gorilas

Na foto estão as gorilas Ndakazi e Ndeze - sim elas ficam de pé como pessoas - e alguns dos guardas florestais da República Democrátic...