sábado, 11 de setembro de 2021

Tratando gato em clínica de gato

 


“Cachorro não entra”. Essa poderia ser a plaquinha na porta de entrada das clínicas especializadas em gatos, afinal, se já é estressante para os gatinhos irem ao veterinário, que dirá esperarem sua vez num consultório tomado por latidos.

A veterinária Mônica Riboldi Teixeira, da Clínica Cats Riboldi, em SP, apaixonada por gatos e especializada em medicina felina, é uma dessas novas profissionais antenadas com as necessidades dos bichanos.

“Decidi me dedicar aos gatos pelas necessidades especiais que a espécie tem e por ser um animal estigmatizado pela sociedade.  Além disso, estudar gatos, para mim, sempre foi inexplicavelmente mais prazeroso do que cães. Eu me identifico com a espécie na forma de ser”, comenta.

Ela explica que há uma visível diferença no atendimento especializado em gatos: “Zelo pela tranquilidade do animal, uso feromônios sintéticos e procuro conter sem conter. É preciso ambientação no espaço, paciência e adaptação.  Uso de sachê e muito carinho. Nada é simples e fácil. Exige muito raciocínio clínico”.

Ela aponta como doenças mais comuns nos gatos: Doença Renal Crônica, asma e doenças do complexo respiratório, PIF, FeLV e esporotricose.

“No atendimento é preciso paciência para respeitar o tempo do animal e paciência com o tutor também, pois muitos deles chegam no consultório cheios de dúvidas”, conclui.

Para conhecer melhor o trabalho da veterinária Mônica acesse o instagram da Cats Riboldi AQUI


Texto:  Fátima ChuEcco jornalista/escritora

Site www.miaubookecia.com  fotolivros literários com cães e gatos



Um comentário:

  1. Eu amo demais, doutora Mônica é sensacional e tem todo respeito e carinho pelos felinos. Yumi é medrosa demais, mas ama ir na clínica cats Riboldi!

    ResponderExcluir

Urgente: Doe ração para 130 gatos numa situação crítica em SP

Ajude comprando pela internet ou diretamente na Canto Lindo Pet Shop avisando que é para o Projeto Perfeitos e Especiais que abriga 130 gato...