quinta-feira, 28 de outubro de 2021

Ache a Gata: Noninha se enfiou em local onde ninguém desconfiou que ela estaria!


"Ache a gata". A foto que ilustra essa matéria serviria muito bem para aqueles testes que pedem para a gente encontrar algum bichinho escondido na imagem. Só que essa cena é de verdade e nela está a gata "Noninha" que "desapareceu sem ir embora". Deu pra entender? Eu explico.

Seguindo os padrões de busca que a grande maioria dos tutores adota, Noninha foi procurada em toda parte "menos" no telhado da sua própria casa:

"Foram 2 dias de angústia, pois, verificamos em todos os lugares que achamos possíveis dentro de casa já que tínhamos a resgatado há pouco tempo e ela costumava se esconder dentro dos armários, guarda-roupa e atrás do sofá . Então deduzimos que tinha escapado para rua. Saímos atrás dela perguntando aos vizinhos, olhando em casas vazias e colocamos sua caixa de areia no portão, mas ninguém a tinha visto", conta a tutora Daniella, do Planalto Paulista (SP).


Daniella seguiu procurando a gatinha pelos quarteirões  perto de casa até que algo chamou sua atenção:

"De noite avistamos um gato vindo do fim da rua. Ele subiu no nosso muro e depois no telhado. Lembrei então de um comentário nas minhas postagens dizendo para me comunicar com os gatos de rua pedindo a eles que ajudassem minha gatinha a voltar para casa. E foi o que fiz!".

No dia seguinte a irmã de Daniella ouviu um miado em cima do telhado, mas deduziu que era o gato que tinham visto de noite. Então as duas saíram mais uma vez à procura de Noninha:

"Andamos pelas ruas próximas e nem sinal dela. Então observei que o gato continuava no nosso telhado e estava miando. Pensei: mas o que ele tanto tá fazendo lá em cima? O gato voltou no telhado à tarde e ficou miando no mesmo ponto. Olhei bem dessa vez e vi uma cabecinha. Era ela!".

Vejam a carinha de gato judiado. Foi esse gatinho que chamou a atenção da tutora de Noninha

Daniella calcula que Noninha entrou em seu primeiro cio, ficou ainda mais assustada e fugiu. Já tinha agendado a castração dela, mas como era feriado remarcaram para a semana seguinte.

"Ela estava bem plena, como se nada tivesse acontecido e fazendo suas graças. Agradeci ao gatinho que estava ali o tempo todo me alertando que a mocinha continuava em casa, só que em um esconderijo secreto, pois, por ser medrosa, resolveu se resguardar ainda pura. Ainda bem que deu tempo de castrar antes dela engravidar, mas o gato continua vindo no portão para deixar sua marca. Eu superagradeço a ele. Nesta brincadeira quase tive um infarto".


Onde os gatos se escondem?

Essa é a pergunta que todo tutor se faz quando o gato "some" como num passe de mágica. E muitos cometem o erro de sair procurando pelo bairro sem antes atentar para a própria casa e vizinhança mais próxima. Acreditem: às vezes eles estão bem debaixo do nosso nariz ou, como no caso da Noninha, bem em cima de nossas cabeças.

Como consultora sobre gatos perdidos tenho ouvido relatos de tutores que acharam seus gatos em bueiros na própria calçada de casa, buracos na parede do vizinho e até debaixo da cama ou do sofá (cavando um esconderijo).

Depois dessa busca minuciosa em casa é a hora de olhar nas casas vizinhas e depois nos demais imóveis do quarteirão. Claro que esse procedimento não vale para ocasiões em que o gato, por exemplo, entra no motor de um carro e vai parar longe ou é levado por alguém (por maldade ou porque foi socorrido de algum acidente na rua).

Cartazes e grupos de animais perdidos

A busca a pé deve sempre ser complementada por cartazes e posts nas redes sociais. Isso porque, tomando o exemplo da Noninha, do mesmo jeito que ela se escondeu no telhado de casa, poderia também ter escolhido outro telhado. Então os vizinhos precisam tomar conhecimento que tem um gato perdido na região.

Eu administro o grupo Gatos Perdidos e Encontrados em SP no qual recomendo postagem porque é grupo bem ativo e que reúne diversas dicas para os tutores. Acesse o grupo AQUI. Mas as postagens devem ser feitas em vários grupos do face e instagram. 

Para quem deseja e pode se ocupar com uma busca mais estratégica, também ofereço consultoria pelo zap para odo o Brasil. Analiso a personalidade do gatinho, a situação da fuga e o perfil da vizinhança para traçar um mapa com os prováveis locais onde o gato possa estar preso ou escondido. 


Texto: Fátima ChuEcco - Jornalista e Escritora 

Instagram @miaubookecia

Autora do clássico "Mi-Au Book - Um livro pet-solidário" que reuniu cães e gatos do Brasil e exterior e teve em sua segunda edição a participação de Brigite Bardot. Jornalista ambientalista, de cultura e turismo, especializada em animais de estimação. Presta consultoria sobre gatos perdidos e desenvolve fotolivros literários com crianças e animais.  Seu cãozinho ou gatinho também pode ter um fotolivro MI-AU Book todinho inspirado nele. Saiba mais no site www.miaubookecia.com 






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Trabalho apaixonante feito com a boca do artista Clênio Marcio Ventura

Vejam as cores... a expressão desses gatinhos... não são lindos? Ao visitar o site da Associação dos Pintores coma a Boca e os Pés me depare...